IMG_5966_edited_edited.jpg

"Tenho aprendido com o tempo

Que a felicidade vibra na frequência

 das coisas mais simples.

Que o que amacia a vida, acende o riso,

Convida a alma pra brincar,

São essas imensas coisas pequeninas

Bordadas com fios de luz

No tecido áspero do cotidiano."

A POESIA

Suaviza a alma

Enobrece o Ser

Brada ao mundo

O que o coração quer  dizer.

 

Perpetua o momento

Esmaga a dor

Glorifica a natureza

Eleva uma simples flor.

 

Deleta a injustiça

Despreza todo tipo de fome

Valoriza o sentimento

E engrandece o homem.

 

Poesia é vida

E a vida é a própria poesia

É a grandeza da natureza

Apresentada no dia a dia.

 

A poesia é a essência

Vinda de você, do próprio eu

É o lado mais perfeito

Da sensibilidade de DEUS.

Portfólio oficial da poetisa

Minha História

Comecei a minha vida....

 

Meus Poemas

Aqui você encontra as minhas inspirações, poemas que escrevi, durante minha trajetória, em homenagem à natureza, às pessoas, à vida....

Primeiro livro, lançado em 1991.

Segundo livro, de 1994.

Poemas não publicados em livros.

Pink Lake Kimono

A VIDA, UMA OBRA PRIMA

A vida é uma obra prima

Que escrevemos e pintamos todo dia

É a presença viva de Deus

Que nos consagra com o sopro da alegria.

A vida é riacho que canta

É vento a murmurar

É o sorriso de uma criança

É folha seca pelo tempo a desfilar.

A vida é uma canção

Que soa no mais belo alvorecer

É aquele sol que se despede

E que enaltece o nosso adormecer.

A vida é uma orquestra

Que a existência irradia

É a pauta mais preciosa

Que compõe a sua única melodia.

A vida é você!

Com toda sua essência a inalar

É a presença perfeita de DEUS

Porque és a prova do amor sem par.

06 de novembro de 2018

PROCURO...

Onde está a rosa?

Com vergonha se escondeu

Por sentir que o perfume dela

Era insignificante diante do seu.

Onde está o sol?

Buscando luz para você

Aquecer seus passos, iluminar seu dia

Cobrir-te de esperança e alegria.

Onde está a lua?

Fiel a te vigiar

Exuberante, solidária e silenciosa

Põe-se do alto a te contemplar.

Onde está o mar?

Continua o vai e vem a cantar

Repleto de mistérios

Na sua grandeza está apto pra te encantar.

Onde está DEUS?

Presente em tudo o que há

No seu silêncio grita:

Estou aqui para em meus braços te amparar.

24 de junho de 2014.

MENINO DE RUA

Aquele menino que fica sujinho

Nas ruas, nos cantos, sem ter um ninho

É marca profunda do desamor

É corpo jogado no frio e no calor.

 

Aquele menino de olhar tristonho

Vegeta, não vive e nem sonha

Se entrega à graça do pedir

Não brinca, não sabe sorrir.

 

Aquele menino que às vezes lhe importuna

Que lhe enoja no simples tocar

É um pedaço seu

Que na marginalidade você insiste em empurrar.

 

Aquele menino que não vê a beleza da lua

Não percebe o brilho do sol

Não sente o perfume da flor

É um ser sem vida, carente de amor.

 

Aquele menino que já não sente dor

De tanta dor sentir

É o retrato da nossa condição humana

É a tal sociedade que não passa de lama.

 

Aquele menino que já não olha para o além

Nem sabe o céu contemplar

Só tem a marginalização para se “fazer”

AQUELE MENINO PODIA SER VOCÊ.

Retalhos de Mim

 

Entre em contato

Av. Bernardino de Campos, 98 - São Paulo

Tel: (11) 3456-7890

Books
 
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn

©2020 por Ana Alice Poetisa. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. A publicação de qualquer conteúdo deste site não é permitida sem a devida autorização da autora.